ÚLTIMAS NOTÍCIAS / CULTURA

Salgueiro vai rodar filme e projetá-lo em tempo real na Marques de Sapucaí

Quinta-feira, 03 de março de 2011


Das telas de cinema direto para a passarela do samba, o Salgueiro quer transformar a Marquês de Sapucaí neste Carnaval num verdadeiro set de filmagens. Com o enredo “Salgueiro apresenta: O Rio no cinema” assinado pelo casal Renato e Márcia Lage, a Acadêmicos do Salgueiro promete levantar a bandeira do Rio de Janeiro para os filmes que já foram rodados na cidade e que tem o Rio como cenário. A agremiação vermelha e branca quer fazer uma grande declaração de amor ao Rio de Janeiro.
“A intenção é levantar a bandeira do Rio, a cidade que vai ter Olimpíadas e uma série de eventos internacionais”, contou ao UOL Márcia Lage, de 51 anos, casada há quase 20 anos com Renato Lage, de 62. Juntos desde 2003 no Salgueiro, a dupla de carnavalescos resolveu encarar a empreitada de fazer mais um Carnaval sobre cinema, apesar de a agremiação ter desfilado em 2007 com um tema parecido. O desafio agora era outro, admitiu Márcia. “Falar de cinema com uma outra ótica, sob um ponto de vista diferente”.

E o Salgueiro promete. Logo no carro abre-alas que representará o tradicional Cine Odeon, famoso pelas projeções no período do auge do cinema no Rio, uma tela LED gigante vai abrir o desfile com a projeção de imagens ao vivo do público na Sapucaí. O Salgueiro vai rodar um filme no desfile e vai projetá-lo no telão em tempo real. “A ideia é fazer uma grande filmagem na Sapucaí. O filme será rodado e transformará a Sapucaí num grande set de filmagem em 360 graus. É literalmente a ideia do ‘sorria você está sendo filmado’. Vai ter uma pessoa filmando a arquibancada e o público vai ver a sua imagem projetada no telão”, explicou Márcia.

Com 4.200 componentes divididos em 32 alas, a escola será a segunda a desfilar na noite de segunda-feira (7). Seus oito carros alegóricos vão lembrar a ilha perdida de Atlântida nos tempos dos gregos, a cantora Carmem Miranda com decorações de frutas, o personagem grego Orfeu num carro que vai reproduzir os morros cariocas e a Madame Satã no tradicional bairro boêmio do Rio, a Lapa.

“Nós vamos pegar vários personagens do cinema universal e de filmes que tiveram o Rio como locação. Vão estar o King Kong, Super-homem, Batman, Homem-aranha, Carlota Joaquina, personagens do Hitchcock, de "Tropa de Elite", de José Padilha, o filme "South American Way" da Carmem Miranda. É uma mistureba”, resumiu Márcia.

Deu a louca no cinema, esse é o espírito do Carnaval que o Salgueiro quer levar para a avenida. O King Kong vai subir no relógio da Central do Brasil e o homem-aranha sairá como mata mosquito da dengue com raquetes elétricas. Foram dois meses para conceber e amadurecer enredo. Na reta final o Salgueiro está com quase tudo pronto. No barracão na Cidade do Samba, quase 40 pessoas trabalham ininterruptamente para dar conta dos últimos detalhes. “O grosso está pronto e as fantasias já estão sendo entregues”, disse Márcia.

Assim como versa a letra do samba-enredo interpretada por Quinho, “o cenário é perfeito de braços abertos sobre a Guanabara... ”, a presidente Regina Celi Fernandes Duran, há 11 anos na escola e há três na presidência, defende que o Rio é perfeito para o cinema. “Quem não gosta de vir para o Rio? Vocês vão se surpreender. Vai ser apresentado um Carnaval digno na avenida. A escola está aprontando o que o carnaval em si é, alegria e beleza”, resumiu. A escola não divulga o custo para fazer o desfile deste ano, mas confirma que beira os 10 milhões de reais.

Fonte: UOL

 Outras Notícias

Horário de Atendimento:

 Segunda a Sexta-Feira, das 07:30 às 11:30 - 13 horas às 17 horas.