ÚLTIMAS NOTÍCIAS / EDUCAÇÃO

Seis a cada dez professores que dão aula sem diploma estão matriculados na faculdade

Quinta-feira, 03 de março de 2011


Um cruzamento de dados divulgado pelo MEC (Ministério da Educação) mostra há 381.214 professores da educação básica matriculados em cursos superiores. Isso signfica que seis a cada dez profissionais sem diploma que estão em sala de aula buscam formação. Os números foram divulgados pela pasta nesta quinta (3).

Segundo o Censo Escolar, também do MEC, há 636 mil docentes que lecionam nos ensinos infantil, fundamental e médio sem diploma - o montante corresponde a 32% do total de profissionais. A LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) exigia que todos os professores dos então 1º e 2º graus tivessem ensino superior até o ano de 2006.
Professores na faculdade

O número divulgado pelo MEC é resultado de cruzamento de dados do censo dos professores da educação básica com o censo dos estudantes da educação superior de 2009. Segundo o ministério, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) fez o estudo usando o CPF dos educadores para não haver dupla contagem.

Dos 381.214 professores matriculados na educação superior, mais de 50% dos educadores estão em cursos de pedagogia – 192.965, seguido de letras (44.754), matemática (19.361) e história (14.478). Fora das licenciaturas (cursos que formam docentes), os cursos preferidos são direito, com 8.891 matrículas, administração (5.809) e serviço social (4.259), mas há também professores nas engenharias (3.287), na psicologia (3.061), entre outros.

Os profissionais preferem cursos presencias a EAD (educação a distância) - há 206.610 cursando graduação na primeira modalidade e 174.604, em EAD.
Enem dos professores

O Ministério da Educação publica, nesta quinta-feira (3), no Diário Oficial da União, portaria normativa que institui a prova nacional de concurso para o ingresso na carreira docente, que será realizada uma vez por ano, de forma descentralizada, em todas as unidades da Federação. O Inep será o responsável pela coordenação e aplicação da prova, prevista para começar a ser aplicada em 2012.

A participação do professor é voluntária e o uso dos resultados para seleção de docentes pelas redes estaduais, municipais e do Distrito Federal será por adesão ao exame. A realização da prova nacional tem uma série de objetivos, entre eles, subsidiar as redes públicas de educação na realização de concurso para admissão de docentes e conferir parâmetros de auto-avaliação aos participantes.

*Com informações do MEC

Fonte: UOL

 Outras Notícias

Horário de Atendimento:

 Segunda a Sexta-Feira, das 07:30 às 11:30 - 13 horas às 17 horas.