ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Reduo de IPI

IPI menor atrai consumidores

Terça-feira, 06 de dezembro de 2011


O segurança Carlos Augusto Souza, 43 anos, viu no jornal a notícia que esperava há muito tempo. “Li no sábado que o imposto da linha branca ia cair. Era o que faltava para ir às compras”, afirma. Ontem, lá estava o segurança na seção de linha branca de uma loja de departamentos de Maringá. O objeto de desejo é uma lavadora automática de 15 litros, que vai substituir um equipamento mais do que ultrapassado. “A máquina que tenho em casa está detonada, com mais de dez anos de uso”, comenta. “Com a queda no imposto, agora consigo comprar”, acrescenta. Souza vai pagar no crediário um aparelho que custa cerca de R$ 1.000.

Os lojistas já sentiram no último sábado o reflexo da redução no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre os itens da linha branca, que inclui geladeiras, máquinas de lavar e fogões. Como forma de prevenir o contágio da crise financeira internacional no Brasil, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na semana passada a redução do IPI na linha branca e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre financiamentos. O governo espera que a medida mantenha o consumo e a atividade econômica em alta, com reflexos positivos no nível de emprego.

No primeiro dia desde o anúncio, os lojistas já sentiram a diferença. “No sábado, as vendas foram 15% superiores a de um sábado normal”, diz o gerente de uma loja de eletrodomésticos, Joel Paulino de Souza. Os lojistas já aplicaram a redução de preço para os itens em estoque, tornando a medida retroativa a todos os produtos que já estavam disponíveis a pronta-entrega.

A redução no preço deverá variar de 8% a 12%, dependendo do tipo de produto e a marca. A redução chegou bem a tempo: dezembro responde por cerca de 30% do faturamento em todo o varejo brasileiro. “Não esperávamos essa medida, mas estamos confiantes. Se repetir a performance do ano passado, o resultado vai ser fantástico”, diz Paulino.
Os consumidores não perderam tempo. Com a redução e parte do 13º salário em mãos, a semana começou com muita pesquisa de preço. A cuidadora de idosos Hélia Dias, 47, está prestes a fechar um bom negócio.
Ela pesquisa preços de uma geladeira nova para o casal de idosos que toma conta. “Eles vão ficar com a nova e me dar a duplex que têm atualmente”, explica Dias. A cuidadora pechinchou na loja como se a geladeira fosse para ela. “Caiu cerca de R$ 100 no preço. Eu esperava mais”, revela Hélia. “Para quem ganha R$ 800 por mês, como eu, continua muito caro uma geladeira por R$ 1.000”, avalia.


Veículos

As concessionárias de veículos ainda aguardam detalhes sobre novos valores de financiamento, mas já esperam melhoria nas vendas. “Recebemos a notícia da redução no IOF, mas ainda não tivemos maiores detalhes”, afirma o gerente da Dama Servopa, Yoshio Sugawara.
A concessionária já está refazendo os contratos assinados a partir de 1º de dezembro, com a alíquota de IOF reduzida de 3% para 2,5%. “Tudo o que beneficia o consumidor é bom para a gente também”, avalia Sugawara. Com a redução de 0,5 ponto porcentual no IOF, deverá haver redução de R$ 3 a R$ 4 na parcela do veículo financiado.

Fonte: O dirio Maring

 Outras Notícias

Horário de Atendimento:

 Segunda a Sexta-Feira, das 07:30 às 11:30 - 13 horas às 17 horas.