ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Meio Ambiente

Estado lança campanha inédita para destinação das bitucas de cigarros

Segunda-feira, 05 de agosto de 2013


O Governo do Paraná deu largada, nesta sexta-feira (02), em Curitiba, a uma campanha inédita no país para reduzir o volume de bitucas jogadas nas ruas e espaços públicos, com o slogan "Bituca no lixo: atitude de cidadão".

A ação, coordenada pela Secretaria estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos - em parceria com as fabricantes de cigarros Souza Cruz e Philip Morris Brasil -, propõe que todos os estabelecimentos comerciais atendidos por essas empresas recebam o adesivo da campanha, que incentiva o descarte adequado das bitucas no lixo. A adesivação dos pontos de venda de cigarros acontece durante todo o mês de agosto nos 399 municípios paranaenses.

"Queremos incentivar a reeducação dos cidadãos sobre a importância da destinação correta da bituca do cigarro - que é uma preocupação ambiental, pois polui parques, praias, ruas e estradas. Toda bituca que vai ao chão com suas dezenas de componentes químicos, cedo ou tarde acabará em um rio e o contaminará", disse secretário do Meio Ambiente, Luiz Eduardo Cheida. O secretário lembrou que com a aprovação da Lei Antifumo (16.239/09) os fumantes passaram a utilizar os espaços públicos, aumentando o volume de bitucas de cigarro nestes locais.

O Paraná produz 60 toneladas de bitucas todos os anos. Para que se tenha uma ideia, apenas em Curitiba são descartadas, diariamente, oito milhões de bitucas de cigarro, sendo que aproximadamente 3,5 milhões (quase a metade) acabam virando lixo em espaços públicos, entupindo bueiros e poluindo o meio ambiente.

Cada bituca leva em torno de cinco anos para se decompor no ambiente, pois em sua composição há mais de 4,7 mil substâncias como metais pesados, pesticidas, arsênico e outros, segundo dados do Ministério da Saúde.

AÇÃO INÉDITA - O projeto é inédito no país. "É um modelo nacional. Não temos uma campanha como essa em nenhum outro estado brasileiro. Desta forma, ao mesmo tempo que fortalecemos o nosso compromisso com o meio ambiente, o Paraná se posiciona mais uma vez como pioneiro nas ações sustentáveis", disse o gerente de Sustentabilidade da Souza Cruz, Luiz André Soares. Ele explica que a campanha funciona por meio de um adesivo, propondo a reflexão e a mudança de comportamento do consumidor.

"Estamos levando ao consumidor a informação de que o local adequado para o descarte da bituca é a lixeira. O próximo passo será avaliar os resultados desta ação", afirmou Luiz André.

O proprietário do primeiro estabelecimento comercial de Curitiba que passou a fazer parte da campanha, Victor Eimer, comemorou a iniciativa.

"É uma campanha que vem ao encontro da nossa necessidade e acredito que a adesão dos comerciantes será completa. Além disso, esperamos que o consumidor comece a ver que aquela bituca é lixo e deve ser jogada em um local adequado", ressaltou Victor. "E esse lixo pode ser coletado junto com o lixo comum. É só uma questão de educação e de proporcionar uma condição para o cliente jogar a bituca no lugar certo", afirmou.

No Paraná a iniciativa também conta com o apoio da Associação de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas (Abrabar), Sindicato dos Jornaleiros do Paraná, Sindicato dos Panificadores do Paraná e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel -PR).

O presidente da Abrabar, Fabio Aguayo, informou que todos os 26 mil estabelecimentos filiados à Associação no estado irão aderir a campanha.

PARANÁ SEM LIXÕES - Outro resultado importante da Campanha é que mais um grande gerador de resíduos atendeu ao edital da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos para garantir a logística reversa dos produtos disponibilizados pelos fabricantes no mercado, conforme prevê a Lei Nacional de Resíduos Sólidos.

"A campanha fará parte do programa Paraná Sem Lixões, que tem entre suas estratégias o envolvimento do setor produtivo na coleta e destinação final de embalagens e resíduos após o uso. O objetivo é envolver toda a sociedade nesta grande campanha pelo fim dos lixões e acondicionamento correto dos diferentes tipos de resíduos”, reforçou o coordenador de resíduos sólidos da Secretaria do Meio Ambiente, Laerty Dudas.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

 Outras Notícias

Horário de Atendimento:

 Segunda a Sexta-Feira, das 07:30 às 11:30 - 13 horas às 17 horas.